quarta-feira, 10 de julho de 2013

O dilema de estudar nas férias

,
Olá gente primeiramente peço desculpas por não estar presente como antes, pois tive problemas pessoais fortíssimos juntamente com as provas finais da Universidade. Mas enfim, voltei e vou me organizar mais para que seja possível manter minha coluna vivinha da silva! :)

Hoje vamos falar sobre o dilema de estudar nas férias. Sim, isso é um dilema, por mais que a maioria condene essa prática. O problema é que nas férias pensamos que esse seja o momento de descansar e colocar as coisas no lugar. É hora de reservar um tempo somente para si, mas quem disse que isso não pode estar acompanhado a um belo livro?

Estudar nas férias não vai arrancar pedaço de você, nem muito menos causar dor


As pessoas falam como se estudar nas férias fosse a pior das piores coisas que alguém pode querer fazer na vida. Pelo contrário, estudar nas férias é ótimo e não vai te arrancar nenhum pedaço. Além disso, ninguém, por mais que a vontade seja enoooorme, nunca curte as férias 24 horas por dia. Isso quer dizer que sim, é plenamente possível encaixar um livrinho ou um resuminho entre uma curtida e outra.

Estudar não deve ser visto como uma "Obrigação" ruim


Penso que esse seja um dos maiores problemas dos jovens em nossa atualidade. Poxa, você está fazendo um grande investimento em seu futuro profissional e isso deve ser visto como uma coisa ruim? O que é bom então? Esse é um dos pensamentos mais errados que eu conheço. É claro que ninguém vai abrir um livro ou caderno com um sorriso de uma ponta à outra simplesmente porque vai estudar para não acumular assunto ou simplesmente por medo de reprovar. 

Entretanto, não precisa fazer cara de enterro nem muito menos postar no Facebook que a matéria é chata e sem graça simplesmente porque você não consegue aprende-la. Talvez se reclamasse menos saberia muito mais sobre a disciplina. No início desse tópico eu deixei a palavra obrigação entre aspas justamente pelo fato de que estudar é sim uma obrigação, mas se vai ser ruim ou não vai depender de suas atitudes! Então, mãos à obra!

O que vai pesar para que os estudos nas férias aconteçam ou não?

O seu estado. Se você estiver bem descansado(a) e com tudo em dia, não custa nada dar uma lidinha naquele assunto que você não entendeu tanto durante o semestre ou ano letivo. Também não adianta querer estudar nas férias em um ritmo frenético sendo que você não consegue ter força pra folhear uma página. Como disse, tudo vai depender de você e de seu estado. Não adianta forçar a barra, se tiver de descansar, descanse. Se puder estudar, estude. Olhe pra dentro de si e veja se pode ou não. Boas férias!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Que tal tentar fazer um Harlem Shake nos estudos?

,
Sim ou claro?

Como você já sabe, a nova febre mundial atualmente é o Harlem Shake, se não sabe clique aqui e confira um pouco mais sobre esse novo meme. Analisando de forma fria a forma como foi feito, podemos tirar boas informações a respeito disso e podemos aplicá-las em nossos estudos que pra muita gente passa longe da diversão demonstrada nesse vídeo.

1. Saia do padrão, inove fazendo o de sempre.


Se tem algo nesse vídeo que podemos perceber sem precisar fazer nenhum esforço é que ele, sem dúvidas, foge do padrão de qualquer outra forma de meme que surgiu na interwebz. Não estou me referindo a meme como uma simples figura usada em tirinhas, mas sim em um fenômeno que mistura ousadia com inovação, o que acabou dando certo para o pessoal do Harlem.

O "meme" anterior ao Harlem é o conhecido e enjoado Gangnan style, que provavelmente será esquecido com o surgimento dessa nova febre, afinal era mais uma música carregada de críticas. Mas enfim, como um vídeo que fica famoso simplesmente por fazer uma dança sem noção pode nos ajudar na melhora dos estudos? Porque o vídeo não se resume apenas na dança!

Simples, eu explico. Quando alguém inova sempre chama a atenção para si, o que faz as pessoas darem mais atenção pra você. Por exemplo, você não precisa dançar o Harlem Shake pra poder chamar a atenção de seu professor e dizer que não está entendendo o assunto explicado ou então perder a vergonha em tirar dúvidas de algo que você não sabe mas acha que não é necessário saber. Seja ousado(a)! pergunte, pergunte e pergunte! seu conhecimento só tem a ganhar, e no ENEM você sairá na frente.

2. Interaja mais, todos saem ganhando


Outra grande característica  do Harlem é a interação inesperada entre o pessoal que surge do nada no meio do vídeo. Você pode fazer isso também, mas não precisa ser inesperadamente. Participe com frequência das aulas, dê sua opinião, contribua com a aplicação dos professores. Às vezes participar dizendo o que você já sabe que é certo pode estar ajudando outros colegas da turma que com certeza não sabem de tantas informações quanto você. Além de também melhorar o ambiente da sala e quebrar o temido gelo que faz você ter medo de simplesmente abrir a boca.

Vou dar um exemplo pessoal. Um dia desses, na aula de inglês de um cursinho que estou fazendo, a professora estava toda empolgada dando o assunto de forma perfeita, explicava e tirava dúvidas que era uma beleza, parecia que tudo que ela falava era cravado nas nossas mentes e parecia que não iríamos mais esquecer aquilo, ela é realmente excelente em passar o conhecimento. Mas, porém, contudo e todavia, ela esqueceu de falar sobre uma pequena regra de conjugação verbal de verbos terminados em y precedido de consoante, onde são os únicos a receberem  sufixo -ies. Então eu falei do assunto, logo ela lembrou e falou sobre o tema, se eu não tivesse falado, mesmo sabendo do assunto, muita gente iria passar batido nisso e não estudaria de forma correta, além de que contribui na explicação da profª, já pensou se todos fizessem isso? Que tal você dar o primeiro passo? Depois que eu fiz isso a sala começou a interagir mais.

3. Não estude como se estivesse em um velório


A alegria também é uma das principais características do Harlem Shake. Não, não vou te aconselhar a estudar rindo atoa até porque seria meio que um comportamento de louco. O que eu quero dizer é que tente não ver os estudos como um obrigação chata e sem graça, mesmo que você saiba que estudar é uma obrigação. Tome um banho de água gelada, respire fundo e caia de boca nos livros, pense que estudar é algo que só te trará alegrias a longo prazo, já pensou você ganhando bem por ter sido aprovado em um bom concurso público? Ter sempre um carro do ano? Pois é... afinal, todos sabem que o melhor do estudo é o conhecimento, mas ninguém faz medicina por somente gostar de salvar vidas, até porque muitas outras profissões também fazem isso. E com o mercado de trabalho afunilando cada vez mais, tenha certeza de que quem passa nesses concursos não são as pessoas que vivem dizendo que estudar é chato, nem as que vivem rindo com um livro aberto, se é que me entende.

Aliás sugiro a leitura de um artigo meu sobre melhorar a concentração nos estudos em meio à era digital caso o Facebook e companhia esteja tomando muito tempo seu. [ Clique aqui ]
Sugiro também a leitura do artigo de Caique sobre detestar ir à escola, leia com carinho e pense bem sobre isso. [ Clique aqui ]
Se ainda tiver um tempinho, sugiro ler o artigo de Leonardo sobre aceitação, não permita que isso te atrapalhe nos estudos e na vida, seja lá qual diferença for. [ Clique aqui ]
Então já sabe o que fazer agora não é? Praticar o Harlem Shakestudos.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Como lidar com o fim de um relacionamento?

,
   Ai, ai... O amor... Um sentimento tão lindo, tão gostoso e ao mesmo tempo tão complicado.

   Amar é bom, ser correspondido é ainda melhor. E quando a pessoa não corresponde as suas expectativas, e em comum acordo (ou não) o namoro acaba? Como lidar?

   Plmdds, nada de fazer a louca e sair postando no facebook todo o seu sofrimento, ou tweetando por segundo sobre o quão triste você está. Entenda, isso não vai mudar em nada. Você vai continuar sozinho(a) e é bem capaz de ainda virar piada.
   Ta sofrendo? Ta doendo? Se tranca no quarto, chora, ouve uma musiquinha deprê... Draminha em rede social é brega nível extremo. Ou faz a segura e vai se divertir, se joga na balada!  Let's go que a vida é uma só.

   Se fizer a suicida e cortar os pulsos, tomar veneno e etc, quem vai morrer é você, não a pessoa. Não que eu ache que o outro deva morrer, só acho que essa não é a melhor saída. Você é jovem, tem muita coisa para viver ainda. Saia com seus amigos, continue indo aos mesmos lugares... Se divirta! Já parou para pensar que pior seria sofrer estando com a pessoa? Pq se vocês não tem mais um relacionamento, esse distanciamento vai fazer com que mais cedo ou mais tarde você esqueça a pessoa, ou pelo menos lide melhor com isso.

   Não fique fazendo drama, não queira que a pessoa volte para você por pena. Também não vou pedir que vire melhor amigo(a) do(a) ex, mas também não precisa virar inimigo(a), né? Mostre que sabe lidar, ou que pelo menos está tentando.

   Imagina que louco, você sofrendo e o(a) outro(a) pegando todos(as)? Totalmente desnecessária essa coisa de sofrer por quem não está nem aí para você. Entendeu? Ruuun!

   Relaxe, quando você menos esperar, vai encontrar outra pessoa que faça o seu coração disparar, sininhos tocarem e o mundo girar * -------- *

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

A difícil arte de se concentrar nos estudos na era digital

,


Se tem uma coisa que ainda estou me acostumando a ter é a bendita concentração nos estudos em tempos de redes sociais nas quais vamos dar uma olhadinha e acabamos ficando o dia todo nelas, que bruxaria é essa?

O contato com outras pessoas no mundo virtual é muito bom mas devemos entender também que prioridades devem ser criadas por cada um de nós. E os estudos são uma dessas prioridades. Não é porque você gosta de ficar no Facebook, Google+, Twitter ou Tumblr que você precise ficar sem estudar. Pelo contrário, hoje em dia existem muitas páginas nas redes que tem o objetivo de trazer pra nós conhecimentos úteis que nos ajudam muito, basta procurar que encontra.


Mas isso não resolve o problema da falta de concentração, quem vai acabar com isso é você. Se não  estiver conseguindo se controlar em acessar redes sociais, segue  algumas dicas pessoais  que podem te ajudar a resolver esse probleminha usando ele ao seu favor:

1- Não perca tempo no Facebook, use de forma inteligente.


Praticamente todo mundo tem um  perfil nessa rede social, mas isso não significa que você use isso somente para ficar colocando o papo em dia com a galera. Uma das melhores funcionalidades do Facebook em minha opinião são os grupos, e por mais que hajam grupos sem conteúdo educativo, existem muitos grupos que valem a pena participar. Além disso, participando de um grupo podemos mudar o caminho das coisas, como no caso da nota da redação do ENEM, mas o que uma coisa tem a ver com a outra? Simples, eu explico. Estudantes com o mesmo sentimento de injustiça em suas notas da redação decidiram criar um grupo no Facebook e se juntarem para entrar com uma ação na justiça no objetivo de terem suas notas revistas e poderem ter acesso às redações corrigidas, deu certo? SIM. Além disso, no grupo você pode discutir e tirar suas dúvidas sobre a redação e trocar informações com quem já passou por isso.


2-  Se não tem autocontrole, feche a aba do navegador e acesse outros sites.


Se você simplesmente não consegue ficar na internet sem estar no Facebook e companhia, experiente se abster, feche a aba de suas redes sociais e acesse sites que realmente irão te acrescentar em algo. Se você estiver se preparando para o ENEM desse ano, super recomendo acessar o site Guia do Estudante. Todo dia tem novidades, testes e simulados que irão te ajudar muito na busca de sua aprovação e ingresso em uma Universidade, seja Federal, Estadual, católica ou particular.


3-  Se Não consegue nem fechar a aba do navegador, cancele o Feed de pessoas indesejáveis.


Se o vício é tão grande que nem sair do site você consegue, pelo menos faça uma rede legal de amizades, procure cancelar o Feed de pessoas que só postam besteiras ou que só vivem querendo mostrar o quanto são felizes e perfeitas. Busque curtir páginas educacionais ou com conteúdo que realmente venha a te ajudar nos estudos. Existem muitas assim, você vai gostar demais. Procure criar uma lista com  essas páginas e sempre que estiver no Facebook acesse essa lista, assim você estará navegando e aprendendo ao mesmo tempo sem ter que ver seu Facebook poluído de "Se você ama sua mãe compartilhe" ou então frases copiadas da internet que seus amigos postam querendo pagar de intelectuais.  Eu tenho uma lista com mais de 30 páginas com conteúdo educacional muito bom e recomendo o acesso pois foram indicadas pelo guia do estudante.



4- O youtube não foi feito só pra vídeos musicais e vlogs


Use o youtube para assistir vídeo aulas, para isso basta pesquisar a aula que você quiser ver e aprender. Você encontrará muitos vídeos sobre sua pesquisa e eles são de ótima qualidade e com uma dinâmica muito boa, até hoje eu faço isso mesmo estando estudando em nível superior.


Bom, espero que minhas dicas ajudem você em sua concentração. Temos que usar as mídias digitais em nosso favor e não como uma mera perda de tempo, e isso não é difícil de ser feito.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Liberdade de expressão nas redes sociais e os barracos: Como conciliar?

,



Olá amigos e amigas do Eu vou distribuir, beleza? Como o título desse texto cita, vou falar sobre um dos temas mais tendenciosos a barracos nas nossas queridas e viciantes redes sociais: A liberdade de expressão.


Mas a questão é: Como o direito de expressar sua opinião pode ser motivo pra um barraco? Simples, as pessoas não estão acostumadas a ouvirem a verdade, ou também ouvirem uma opinião que não esteja de acordo com a delas.

Se você vê um post de um amigo no Facebook onde ele diz #PartiuAcademia e comenta lá: Cara eu não te perguntei e ninguém está interessado em saber pra porcaria de lugar que você vai, foi ou deixou de ir! Se prepare que você acabou de dar início à uma discussão sem motivo, pois além de você ser bastante esculhambado pelo indivíduo, você terá sua mãe batizada novamente e ganhará um belo block da pessoa que não sabe viver sem postar tudo que está fazendo nas redes sociais, como se isso fosse de interesse dos outros.

Mas, essa história que dizem por ai de que a liberdade de expressão é um direito de todos, inclusive dos incomodados com o #PartiuAcademia, é verdade? Todos realmente possuem esse direito? Onde está?

Essa é a sua reação ao saber que as pessoas podem postar as besteiras que quiserem

Sim, todos temos o direito de expressarmos nossas opiniões e esse direito esta prescrito  na nossa Constituição Federal, a maior lei que temos em nosso País e  que consequentemente  está acima de absolutamente todas as demais leis. A proteção da liberdade de expressão está especificamente prevista no Art. 5º da Constituição nos incisos IV, IX e seguintes, ou seja, você pode opinar quando bem quiser pois a lei te dará a devida proteção.

Mas, como iremos agir em relação a poder opinar com sinceridade e não dar início para uma confusão com um amigo numa rede social?

Simples, apele para o bom e velho bom senso. Não é porque você achou ridícula a atitude de uma pessoa postar “Boa noite feices” que você deve ridicularizar a pessoa. Fique sabendo que você em algum momento pode ter postado algo que não tenha agradado alguém, mas pelo fato desse alguém não ter se manifestado você deve estar pensando que todo mundo gostou.

A solução é agir no estilo da boa vizinhança. Não gostou do que viu? Faça vistas grossas, pois você poderá gostar de algo que a pessoa poste futuramente, ou se sua vontade de reclamar for tão grande, não aja com ignorância, comente de forma respeitosa dizendo que não está de acordo com o que leu. Não vale a pena perder uma “amizade” por conta de um barraco num post. Mas infelizmente sabemos que não é bem assim que as pessoas estão agindo e pensando, para elas quanto mais chamar atenção, melhor, agora pensemos a respeito do tipo de atenção que elas estão chamando pra si mesmas, né?

PS: Isso vale também pro pessoal do G+ U.u vamos viver cordialmente! Mas se bem que lá no Plus não tem muito dessas coisas, felizmente

sábado, 16 de junho de 2012

Amor sem preconceito

,
              Eu poderia escrever um texto bonitinho, pedindo para que todos respeitassem a escolha dos outros, mas acho que vocês já são maduros o suficiente para entender que cada um faz da vida o que quer.

              O vídeo abaixo, mostra funcionários do Google dando suas opiniões sobre o casamento civil igualitário. Eles dizem tudo o que eu gostaria de escrever aqui. Assistam:


Apenas reflita :)




terça-feira, 12 de junho de 2012

O surgimento do Dia dos Namorados

,
Bom, como todos sabem hoje é Dia dos Namorados ou também conhecido como de Dia de São Valentim, muitos vão passar esse dia ganhando presentes, comemorando, outros reclamando por estarem solteiros e outros nem ligam pra essa data. Mas meu tema principal desse post é... Você sabe como surgiu o Dia dos Namorados?? E por que a escolha de 12 de Junho para comemorá-la aqui no Brasil?
Existe mais de uma versão mas eu irei contar apenas uma...
Tudo teria começado na Roma Antiga no séc. III. O padre São Valentim lutou contra as ordens do Imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras acreditando que os solteiros eram melhores combatentes.
Mas além de continuar celebrando casamentos, ele se casou secretamente. Tendo se recusado a renunciar ao Cristianismo, Valentim foi condenado à morte. Enquanto ele aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele se apaixonou pela filha cega do carcereiro, que milagrosamente teve a visão recuperada.
Antes de partir ele escreveu uma mensagem de adeus para ela e assinou como "Seu Namorado".
Considerado mártir pela igreja Católica, a data de sua morte 14 de Fevereiro também marca a véspera de lupercais, festas anuais celebradas na Roma Antiga em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimônio) e de Pã (deusa da natureza). Um dos rituais desse festival era a passeata de fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade.
Então graças à São Valentim, temos o dia dos Namorados, que como todos sabem em outros países realmente é comemorado no dia 14 de Fevereiro, mas no Brasil eles optaram por escolher outro dia e eu vou explicar o porque.
No Brasil o Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de Junho desde 1949, quando um publicitário chamado João Dória trouxe a ideia do exterior e apresentou aos comerciantes. Como Junho é o mês de vendas baixas, eles decidiram comemorar a data nesse mês e ainda escolheram a véspera de Santo Antônio, o santo casamenteiro.
A ideia inicial pode parecer um pouco interesseira, no entanto qualquer que seja a data que se comemora um namoro, uma paixão, um relacionamento a dois, o importante é o amor e o carinho que são demonstrados, compartilhados e vivenciados pelo casal.

Feliz Dia Dos Namorados!! 

Fonte: Aqui
 

 

Distribuindo Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger Templates